‘Banco de Talentos’ de Bolsonaro será aberto a todos cidadãos

Durante a reunião com a bancada do PSL nesta quarta-feira, 20, o presidente Jair Bolsonaro anunciou que está sendo criado um “banco de talentos” no qual os parlamentares da base poderão indicar nomes e currículos para ocuparem vagas nos segundos e terceiros escalões do governo federal nos Estados.

A plataforma, que deverá ficar pronta depois do carnaval, será construída pela Controladoria-Geral da União e será aberta a qualquer cidadão.

A ideia é que os deputados e senadores da base aliada apresentem nomes técnicos para as vagas disponíveis.

Esses quadros serão avaliados pelos ministros, que farão uma espécie de processo seletivo para escolher o profissional.

No início do mês, o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, mandou suspender as nomeações e dispensas de cargos comissionados e funções de confiança para exercício em qualquer repartição federal nos Estados, por tempo indeterminado.

 Para o deputado Filipe Barros (PSL-PR) o banco não é um toma lá, da cá e sim uma forma dos parlamentares serem de certa forma “responsáveis pelas indicações”.

Compartilhe: