Bolsonaro diz que fará campanha contra quem usar fundo eleitoral

Durante a inauguração do Pronto-Socorro Particular da Santa Casa de Misericórdia de Santos o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) deu a entender que sancionará o fundão eleitoral, estabelecido em R$ 2,034 bilhões no Orçamento da União, e voltou a afirmar que fará campanha contra os políticos que o utilizarem.

“Eu tenho um momento difícil pela frente, a questão dos R$ 2 bilhões do fundão. Eu lanço a campanha aqui: não vote em parlamentar que receber o fundão”, disse.

O presidente também disse ser obrigado a sancionar o fundão porque deve a cumprir a lei que o criou.

O evento em Santos teve clima de campanha não apenas devido às menções ao fundo eleitoral. Bolsonaro era saudado por fãs aos gritos de “mito”.

Compartilhe: