Campo Grande e Omã iniciam tratativas para parcerias comerciais

Missão comercial do Sultanato de Omã foi recebida pelo prefeito Marquinhos Trad.

A comitiva veio a Mato Grosso do Sul com visão de negócio especialmente para Campo Grande.

O secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e de Ciência e Tecnologia, Abrahão Malulei Neto, também participou da recepção aos visitantes de Omã, no gabinete do Paço.

“Essa visita é muito importante para os dois lados, tanto para Campo Grande/Mato Grosso do Sul quanto para Omã”, afirmou o cheikh Abderrahmane Mohamed El Hacen, ressaltando que o objetivo é levar produtos do agronegócio para Omã, usando o porto daquele país como porta de entrada para Ásia, África e Oriente Médio.

E prosseguiu: “em contrapartida, Omã tem interesse em investir em infraestrutura no Estado”, garantiu Abderrahmane Mohamed El Hacen, citando como exemplos o porto seco e a futura ponte ligando MS ao Paraguai, parte da futura Rota Bioceânica.

Os focos de atenção estão voltados para o agronegócio – soja, milho, gado – e também no setor de ensino e pesquisa, oferecendo recursos para parcerias com universidades.

O embaixador do Sultanato de Omã no Brasil, Amad Hamood Salim Al Abri, afirmou que veio a Campo Grande para conhecer de perto as potencialidades do Município.

“A ideia de vir para Campo Grande é saber que tipo de cooperação pode ser trabalhada visando futuras parcerias a partir do conhecimento da realidade local”.

O embaixador Omani fez amplo relato das potencialidades do Sultanato, destacando os setores empresariais que recebem mais atenção do governo: indústria de transformação, logística, turismo e agronegócio.

Compartilhe: