Campo Grande, 20 de outubro de 2017

Campo Grande: Prefeitura vai construir casas populares com recursos próprios

casaDepois de 26 anos sem investir em moradia social, com recursos próprios, a Prefeitura de Campo Grande começa a se planejar para a construção de unidades habitacionais.

A medida só será possível graças a uma política pública focada na fiscalização, o que possibilitou que a Agência Municipal de Habitação pagasse dívidas passadas e melhorasse a arrecadação.

Com dívidas quitadas e arrecadação aumentada, a EHMA começa agora a focar no futuro: na construção de novas moradias.

O prefeito Marquinhos Trad explica que a nova política habitacional é mais que necessária. “Nós fizemos um histórico de tudo que está acontecendo no setor habitacional da nossa cidade. Em todas as pesquisas que recebemos o quesito habitação é visto como algo distante de ser alcançado. É o sonho de todo o cidadão, perde apenas para a saúde e para a segurança pública no anseio da população. Mas como se pode obter uma casa popular? Estou há mais de 20, 25 anos inscrito e a fila não anda”, diz o prefeito sobre os anseios da população.

Em Campo Grande, apenas na EHMA são cerca de 40 mil inscritos

O prefeito esteve em Brasília onde garantiu a construção de 1 mil unidades habitacionais ainda este ano.

Para não cometer injustiças e pessoas recém inscritas não passarem na frente de quem esta há muitos anos na fila, o sorteio passou a ser em praça pública.

A secretaria também fez uma força-tarefa de fiscalização das moradias do Minha Casa Minha Vida.

Das 538 unidades habitacionais fiscalizadas, sendo 266 no Celina Jallad e 272 no Jardim Canguru, mais de 150 havia irregularidades.

Veja mais noticias na categoria: Campo Grande, Economia
Seo wordpress plugin by www.seowizard.org.
%d blogueiros gostam disto: