Candidato ao senado pelo MS tem como meta efetivar rotas bioceânicas

Marcelo Miglioli, candidato ao Senado, pretende trabalhar para efetivar as rotas bioceânicas por rodovia e ferrovia, para alavancar o MS como um dos maiores estados da federação.

Uma das rotas que ele tratou no Governo de Reinaldo Azambuja, como secretário de Infraestrutura, foi a rota por rodovia, saindo do Estado por Porto Murtinho, entrando pelo Paraguai, passando pela Argentina até os portos do Chile, para alcançar o oceano Pacífico, para atingir os mercados das Américas do Sul e do Norte.

“No Senado vamos poder ajudar mais a efetivação dessa rota e estabelecermos as regras de importação e exportação para fomentar os negócios”, afirmou o candidato ao Senado pelo PSDB.

A outra rota, segundo Marcelo, é pela ferrovia. “Mato Grosso do Sul precisa revitalizar o trecho de Três Lagoas a Corumbá”, afirma. Ele disse que no lado Boliviano a ferrovia está dentro dos padrões, com a bitola dos trilhos mais larga, que garante segurança e agilidade no transporte ferroviário, para acessar também pelo Chile até o oceano Pacífico.

A rota para alcançar o oceano Atlantico e, consequentemente os mercados da Europa, Ásia e África é por intermédio do projeto em andamento Dourados/Paranaguá(PR).

Compartilhe: