Com licitação, Rota Bioceânica começa a virar realidade

Essencial para a concretização da rota de integração da América Latina rumo aos portos do Pacífico, a ponte entre Carmello Peralta, no Paraguai, e Porto Murtinho, em Mato Grosso do Sul, está mais próxima de ter a construção iniciada.

A licitação do projeto executivo para a edificação da obra será assinada no dia 20 de julho.

O governador Reinaldo Azambuja, em uma conversa no Palacio de los López, sede do governo paraguaio, recebeu o convite do presidente daquele país, Mario Abdo Benítez, para participar do evento.

“Vai ser a abertura do acesso ao Pacífico. É o sonho que vai se tornar realidade. Quando se transformar em realidade vamos ter muito mais competitividade, mais condições neste mercado global, de competição de produtos, tanto produzidos no Brasil quanto no Paraguai”, afirmou Reinaldo Azambuja.

A intenção dos governantes é de acelerar a construção da ponte, de 680 metros de comprimento, essencial para a concretização da rota.

 O governador sul-mato-grossense contou que irá convidar o presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, para participar da assinatura em Carmello Peralta, com a presença da diretoria da Itaipu.

A nova rota irá encurtar a distância e reduzir tempo e custo do transporte de cargas para países asiáticos.

A construção da ponte é avaliada em US$ 75 milhões.

Também será construída uma outra ponte, sobre o rio Apa, na fronteira entre os dois países.

Participaram do encontro também a ministra Tereza Cristina Corrêa da Costa, da Agricultura, Pecuária e Abastecimento; presidente da Assembleia Legislativa de MS, Paulo Corrêa; vice-governador Murilo Zauith; conselheiro da Itaipu, Carlos Marun; e o engenheiro Pánfilo Benitéz, assistente técnico da direção de coordenação da Itaipu Binacional.

Compartilhe: