Dallagnol diz que objetivo de hackeamento é barrar avanço da Lava Jato

Alvo de questionamentos após a divulgação de supostas mensagens que sugerem conluio com o ex-juiz Sérgio Moro (atual ministro da Justiça) na Lava Jato, o procurador da República Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa do Ministério Público Federal em Curitiba, diz que não tem medo do que possa ser apresentado.

Questionado em quem tem interesse nesse hackeamento, Dallagnol afirmou que o objetivo é anular condenações e barrar o avanço da investigação.

“A operação atingiu muitos poderosos. Poderia ser qualquer um deles, além dos corruptos que ainda não foram alcançados pela Lava Jato”. 

“Todos os atos da força-tarefa são fundamentados em fatos, em provas e na lei e foram validados por diversas instâncias da Justiça.”, concluiu

As informações são do jornal o Estado

Compartilhe: