Dicas para usar as redes sociais com segurança no ambiente profissional

O brasileiro foi o terceiro usuário mundial que mais passou horas conectado por dia em 2018, com uma média de 9 horas e 41 minutos online.

Destas, em torno de 3 horas e meia foram gastas nas redes sociais. Com tanto tempo conectados, a fronteira entre vida pessoal e corporativa está cada vez mais difícil de ser estabelecida.

A ESET, empresa líder em detecção proativa de ameaças, elaborou algumas boas práticas para o usuário poder utilizar as redes sociais com segurança no ambiente de trabalho, sem colocar em risco a sua segurança, nem a da empresa.

1-      Evite posts sobre sua rotina de trabalho

Esse risco pode ser o mais subestimado, pois muitos acreditam que suas contas de mídia social não carregam nada de interesse para os cibercriminosos. No entanto, informações divulgadas podem ser usadas ​​como uma porta para a empresa. Expor seu percurso para o trabalho, local onde fica a empresa, horário e local de almoço ou fotos do crachá da companhia podem chamar a atenção de pessoas mal-intencionadas, que tanto podem roubar os dados para uma fraude, como utilizar as informações para um sequestro, por exemplo. Todo cuidado é pouco.

2-      Evite imagens da mesa de trabalho

Ainda no mesmo sentido do tópico anterior, imagens ou informações aparentemente inocentes podem ter um grande impacto. Postar uma foto do horário de almoço ou café dentro da empresa, dos presentinhos que ganhou dos colegas de trabalho no aniversário ou mesmo de uma janela ensolarada no escritório pode ter riscos. Cuidado com telas, reflexos de janelas e espelhos ou ainda anotações em cadernos que possam ter informações confidenciais. Uma planilha que parece inofensiva para você pode ser uma informação valiosa para um concorrente de sua empresa.

3-      Não deixe perfis pessoais logados no trabalho

Sempre que utilizar uma rede social pessoal no computador do trabalho, procure fazer log-off ao final do uso. Dessa forma, você evita continuar o dia todo logado em um perfil privado, o que pode atrapalhar sua produtividade, e ainda impede que pessoas não autorizadas por você possam entrar em suas redes para verificar informações pessoais. Além disso, caso sua empresa não permita o uso de redes sociais no ambiente de trabalho, não insista. Afinal, o computador é de propriedade da empresa e ela possui, por lei, o direito de bloquear o que desejar para manter a segurança de seu ambiente virtual.

4-      Tome cuidado com perfis diferentes

É bastante comum atualmente as empresas deixarem a administração de uma conta corporativa das redes sociais nas mãos de um funcionário. O perfil empresarial, geralmente, acaba sendo atrelado à conta pessoal. Nestes casos, é fundamental o cuidado do colaborador em não confundir as contas, para não correr o risco de postar algo ou curtir páginas de gostos pessoais logado no perfil da empresa.

5-      Cuidado com postagens polêmicas ou provocantes

Vemos na internet vários casos de grande repercussão de pessoas que fizeram posts polêmicos e acabaram perdendo o emprego e causando um impacto bastante negativo em sua reputação. Ao postar uma imagem ou frase, imagine se é algo que te deixaria confortável compartilhar no ambiente de trabalho, caso a resposta seja negativa, o ideal é não postar. A partir do momento que uma informação está online, mesmo se a rede for privada, o usuário não tem controle se outra pessoa capturou a tela e compartilhou com desconhecidos, por exemplo.

6-      Evite indiretas e reclamações

Não mande indiretas ou faça reclamações sobre seu trabalho online. A mesma regra do tópico anterior é válida aqui. Um desabafo sobre a empresa nas redes sociais, tirado de contexto, pode causar demissão, inclusive por justa causa. O que inclusive pode afetar não apenas seu emprego atual, como também cargos futuros.

“A rede social é uma janela sobre sua vida, que expõe seus hábitos, crenças e conhecimentos. Tome o cuidado de manter suas contas em modo privado e evite manifestações que podem ser consideradas ofensivas por sua empresa. Todo o cuidado é pouco quando falamos em publicação de informações pessoais”, conclui Camillo Di Jorge.

Serviço

A ESET possui uma rede global de vendas que abrange 180 países e tem escritórios em Bratislava, São Diego, Cingapura, Buenos Aires, Cidade do México e São Paulo.

Para mais informações, visite http://www.eset.com.br/ ou nos siga no LinkedInFacebook e Twitter.

 

foto: Blog PraSaber

Compartilhe: