‘Esquema da Petrobrás se repetia nos Estados’, diz Lava Jato

A Lava Jato se consolidou em 2018 como um modelo de investigação e atuação no combate à corrupção, na avaliação do procurador da República Roberson Pozzobon, membro da força-tarefa da operação em Curitiba.

Um “modelo” que será replicado no País como diretriz do plano anticrimes de Sérgio Moro.

“Ficou muito claro que o esquema que a gente havia constatado na Petrobras se repetia de modo muito semelhante, senão idêntico, nesses outros governos, de Estados e municípios, em que estavam muitas vezes membros da oposição ao governo federal.”

Em entrevista ao Estado, Pozzobon afirma que Moro no governo  Jair Bolsonaro (PSL) e parte dos cabeças de força-tarefa em sua equipe devem mudar o cenário de combate à corrupção “para o prisma legislativo, para o prisma de política pública”.

Combater a corrupção no Brasil hoje, com as “lacunas e falhas” da atual legislação criminal e penal, é como “enxugar gelo”, diz.

O procurador prometeu novidades antes do carnaval.

 

fonte: O Estado

foto: Sylvio Sirangelo/TRF4

 

Compartilhe: