Governadores do PCdoB e PT não querem a reforma só para boicotar Bolsonaro

Flávio Dino (PCdoB) governador  do Maranhão, atolado em dívidas e pagando preço alto pelos desacertos da sua gestão é contra a reforma da Previdência e se isolou com o petista Rui Costa (Bahia) contra a carta dos demais 25 governadores pela manutenção dos estados e municípios no projeto.

Eles são contra porque a proposta é de Jair Bolsonaro, ainda que disso dependa a recuperação dos milhões de empregos deletados nos governos do PT.

Só na previdência do Maranhão de Flávio Dino, o rombo chega a R$2,5 bilhões. E a reforma faria o Estado economizar R$6,2 bilhões.

A Bahia pode economizar R$29 bilhões nos próximos 10 anos com reforma. Para Rui Costa e Flávio Dino, o importante é ficar contra.

Menos radical, Rui Costa até já se colocou favorável à reforma da Previdência, mas com algumas mudanças.

A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Compartilhe: