Governo dos EUA dará status de aliado preferencial ao Brasil

Os EUA darão ao Brasil status de aliado preferencial fora da Otan durante visita do presidente Jair Bolsonaro a Washington, na semana que vem.

 Com a designação, o governo brasileiro passa a ter posição prioritária em cooperação na área de Defesa.

A ideia partiu dos próprios americanos.

Em contrapartida, autoridades americanas não terá apoio dos EUA para entrar na Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).
Para o Brasil, a adesão seria um selo de confiança internacional, especialmente para investidores e empresas.
O Brasil é um parceiro-chave da OCDE desde 2007 e solicitou a entrada como membro em 2017.
O novo status como aliado estratégico facilitará a transferência de tecnologia no momento em que a indústria aeroespacial brasileira está tentando criar uma nova relação com os EUA, após a associação entre a Embraer e a Boeing.
Durante a visita, os dois governos devem anunciar um acordo de salvaguardas para uso comercial da base de Alcântara.
A expectativa do governo brasileiro é conseguir trazer para o país uma parte dos US$ 300 bilhões investidos anualmente no lançamento de satélites, atraindo empresas americanas interessadas nos custos menores dos lançamentos feitos em Alcântara.
fonte: O Estado

Compartilhe: