Governo federal corta 21 mil cargos. Economia será de R$195 milhões

O presidente da República, Jair Bolsonaro, assinou decreto para acabar com 21 mil cargos comissionados, funções e gratificações em diversos níveis do Executivo Federal.

Sem atingir as áreas-fim, o fim das boquinhas vai possibilitar economia de R$ 195 milhões e não afetará a prestação de serviços públicos à população, segundo o secretário de Governo Digital do Ministério da Economia, Paulo Uebel.

De acordo com o Ministério da Economia, houve corte de cargos em todos os ministérios.

Para o secretário, a intenção é eliminar funções burocráticas e tornar o serviço público mais eficiente.

“O corte não vai comprometer a prestação de serviços públicos. Ao contrário, a expectativa é que o setor público se torne mais eficiente”, acrescentou Uebel.

A pasta ressaltou que o redesenho do governo federal resultará em economia de R$ 195 milhões por ano. O número de cargos comissionados, funções e gratificações foi reduzido de 131 mil para 110 mil.

fonte: Diário do Poder

Compartilhe: