Lula recebe R$56,7 mil de ‘aposentadoria de anistiado’

Relatórios internos da Comissão da Anistia sobre indenizações da ditadura militar foram revelados nesta sexta-feira (8) e expuseram a existência de um processo de “Concessão de Aposentadoria Especial de Anistiado” no valor de R$56,7 mil, para favorecer o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

E a ministra dos Direitos Humanos Damares Alves prometeu “mexer nessas caixinhas de indenizações políticas” que saltaram nos primeiros anos do governo Lula, de 6,6 mil beneficiados antes de 2013, para 39,3 mil contemplados até 2018.

As informações reveladas em reportagem da revista IstoÉ revelaram a existência de uma “farra das indenizações” liderada pelo Partido dos Trabalhadores, que também favorecem com pensão de R$ 10,7 mil a ex-presidente cassada Dilma Rousseff; e com indenizações de R$ 66 mil para o ex-ministro dos escândalos do mensalão e petrolão, José Dirceu, de R$ 100 mil para José Genoíno.

Segundo a reportagem de Rudolfo Lago, uma caixa-preta esconde o detalhamento sobre a ação em exame pela Comissão Nacional de Anistia porque não se sabe, por exemplo, se Lula recebe uma pensão de R$ 56,7 mil ou se foi contemplado com esse montante de indenização em pagamento único.

Um despacho do INSS informa que houve autorização para “revisão de Aposentadoria Excepcional de Anistiado”, no valor de R$ 56,7 mil, “atualizado até maio de 1998”.

A assessoria de Lula confirmou à IstoÉ que o ex-presidente apenado possui a pensão referente à cassação dos seus direitos sindicais, mas disse não saber o valor.

(Com informações da IstoÉ)

Compartilhe: