Manifesto apoia procurador da Lava Jato que chamou Temer de leviano

Mais de quatrocentos promotores de Justiça, procuradores da República e magistrados subscrevem um manifesto por liberdade de expressão e pregam solidariedade ao procurador Carlos Fernando dos Santos Lima, da força-tarefa da Operação Lava Jato.

O Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) deve julgar nesta terça-feira, 15, um processo disciplinar contra Carlos Fernando.

No ano passado, em seu Facebook, o procurador afirmou que o presidente Michel Temer (MDB) era ‘leviano’.

Na ocasião, o procurador-geral da República era Rodrigo Janot.

“Temer foi leviano, inconsequente e calunioso ao insinuar recebimento de valores por parte do PGR. Já vi muitas vezes a tática de “acusar o acusador”. Lula faz isso direto conosco. Entretanto, nunca vi falta de coragem tamanha, usando de subterfúgios para dizer que não queria dizer o que quis dizer efetivamente”, escreveu.

 

Compartilhe:

Outras Notícias