Moro diz que Justiça Eleitoral não está preparada para julgar crimes de corrupção

O ministro da Justiça,Sergio Moro , defendeu nesta quarta-feira que a Justiça Eleitoral julgue apenas crimes eleitorais.

Para ele, corrupção e outros crimes comuns devem ser julgados pela Justiça comum.

Para o ministro, a Justiça Eleitoral não tem estrutura adequada para apreciar crimes comuns.

Prova disso seria o fraco histórico da Justiça Eleitoral em condenações criminais.

O mesmo argumento tem sido usado pela força-tarefa da Lava-Jato, favorável ao julgamento de casos de corrupção pela Justiça comum e não pela Justiça Eleitoral.

— Se formos verificar estatísticas de condenações criminais pela Justiça Eleitoral, provavelmente não vamos encontrar números muito felizes. Não porque não existam crimes eleitorais, mas porque realmente o sistema é focado na organização das eleições e, igualmente, na solução de controvérsias eleitorais., afirmou Sérgio Moro.

 

Compartilhe: