Movimentos sociais chamam o “Oscar da Dilma” de farsa gigantesca

O brasileiro Democracia em Vertigem foi indicado ao Oscar 2020 de melhor documentário.

A produção, distribuída pela Netflix, retrata o processo que levou ao impeachment da ex-presidente Dilma Roussef (PT) sob o ponto de vista da diretora Petra Costa.

Por isso, sua indicação despertou muitos comentários políticos nas redes sociais, com a oposição comemorando o reconhecimento do Oscar e a direita chamando o documentário de ficção

Os movimentos cívicos que contribuíram com o impeachment de Dilma fizeram questão de questionar a veracidade da leitura feita pelo documentário de Petra Costa sobre esse fato.

O Movimento Brasil Livre (MBL), que foi um dos principais articuladores do impeachment e recentemente rompeu a aliança com Jair Bolsonaro, por exemplo, chamou a produção de mentirosa.

“Uma farsa gigantesca que ignora milhões de brasileiros que foram às ruas contra o maior escândalo de corrupção da história, acaba de ser indicado ao Oscar”, escreveu o MBL, que lembrou ter feito o próprio filme sobre o impeachment, o Não Vai Ter Golpe.

 

Compartilhe: