MS vai aderir ao Programa das Escolas Cívico-Militares do Governo Federal

Oficializado neste mês de setembro pelo Governo Federal, o Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares (Pecim) vai contar com duas unidades escolares em Mato Grosso do Sul, a partir de 2020.

A proposta será implantada na Escola Estadual Alberto Elpídio Ferreira Dias – Prof. Tito, localizada no Jardim Anache, e na EE Marçal de Souza, no Jardim Los Angeles, ambas em Campo Grande.

O superintendente de Políticas Educacionais da SED, Hélio Daher, coordenador de implantação das escolas cívico-militares em Mato Grosso do Sul, destacou os critérios e benefícios que as unidades terão ao fazer parte da nova proposta.

“Foram escolhidas duas unidades em Campo Grande, uma no Norte e outra no Sul da cidade, ambas em regiões de vulnerabilidade. De acordo com a proposta do programa, as escolas terão apoio financeiro para infraestrutura, uniforme e material pedagógico, além da formação da equipe pedagógica e administrativa”, disse.

De acordo com o Governo Federal, a escola cívico-militar é um modelo desenvolvido para promover a melhoria na qualidade da Educação Básica do País.

A proposta prevê, ainda, a construção de um ambiente de parcerias e de maior vínculo entre gestores, professores, militares, estudantes, pais e responsáveis.

Gestão e composição

De acordo com o superintendente da SED, a ordenação de despesas será da Secretaria de Estado de Educação.

Na matriz curricular a novidade será a inserção de uma disciplina referente à atuação dos militares. O restante das unidades curriculares serão as mesmas utilizadas nas demais escolas da Rede Estadual de Ensino (REE), de formação geral básica, que contemplam a Base Nacional Comum Curricular (BNCC).

fonte: Vinícius Espíndola – (SED)

Foto: Divulgação

Compartilhe: