Pressão para veto da lei de abuso de autoridade aumenta na internet

A lei de abuso de autoridade que foi aprovada na quarta-feira (14) na Câmara dos Deputados  agora segue para sanção presidencial por ter iniciado a tramitação no Senado.

A proposta apresenta 37 ações que poderão ser consideradas abuso de autoridade, quando praticadas com a finalidade específica de prejudicar alguém ou beneficiar a si mesmo ou a terceiro.

No Twitter, a hashtag #VetaBolsonaro entrou no Trend Topics e se tornou o assunto mais comentado da rede social no Brasil nesta sexta-feira (16).

O presidente pode vetar a lei integralmente ou trechos, mediante justificativa.

Compartilhe: