Programa ‘Mais Médicos’ rendeu R$7,1 bilhões a Cuba

O “Mais Médicos” foi baseado na premissa de que não haveria médicos para atender todo o País.

O Brasil dispõe de 450 mil médicos, portanto, a saída dos 8,3 mil cubanos não vai alterar a qualidade do atendimento.

A “estatística” do governo Dilma seria posta à prova em vídeo de palestra interna, no Ministério da Saúde, deixando claro que o real objetivo do programa era financiar o governo de Cuba.

O programa “Mais Médicos” rendeu à ditadura cubana R$7,1 bilhões até agora.

 

 

fonte: Diário do Poder.

Compartilhe: