Relator da CPI do BNDES pede indiciamento de Lula e Dilma

O relator da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do BNDES, deputado Altineu Côrtes (PL-RJ), recomendou ao Ministério Público o aprofundamento das investigações e o indiciamento dos ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff.

Côrtes apresentou nesta terça-feira (8) a primeira versão do relatório e disse que está aberto a sugestões.

Instalada em março, a CPI tem como finalidade “investigar a prática de atos ilícitos e irregulares no âmbito do BNDES ocorridos entre 2003 e 2015 e relacionados à internacionalização de empresas brasileiras”.

O texto destaca os negócios com os grupos Odebrecht e J&F “devido aos montantes envolvidos”, explicou Côrtes.

Outras medidas
Além de Lula e Dilma, o relator recomendou o indiciamento de 62 pessoas, como ex-ministros, ex-presidentes do BNDES, servidores públicos e funcionários do banco.

Entre os empresários estão Emilio e Marcelo Odebrecht, os irmãos Joesley e Wesley Batista, do grupo J&F, e os ex-donos do frigorífico Bertin.

Compartilhe: