Sérgio Moro defende Bolsonaro sobre ataques à mídia

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, defendeu Jair Bolsonaro (sem partido) ao ser indagado sobre um levantamento feito pela Fenaj de que o presidente foi responsável por 121 ataques contra profissionais e veículos de imprensa em 2019.

Moro afirmou que Bolsonaro “dá ampla liberdade à imprensa” e vê a postura do mandatário como uma reação às críticas que recebe.

A declaração foi feita durante o programa Roda Viva, da TV Cultura.

“O que vi nas eleições passadas, é que você tinha um grupo falando que iria regular imprensa, cercear a liberdade da imprensa e do judiciário. E do outro lado, vejo o presidente dando ampla liberdade à imprensa. É claro que isso é um dever , uma obrigação constitucional do presidente, mas você não vê qualquer atitude do presidente tentando cercear a liberdade de imprensa”, disse Moro.

Diante da insistência nos questionamentos sobre a postura de Bolsonaro com repórteres, Moro reagiu.

“Agora veja, fui convidado a vir pro Roda Viva. Se eu não aceitar seria censura? Faz uma pergunta ao presidente, ele pode não responder. Eu não vim aqui para falar sobre o presidente, vim para falar sobre o Ministério. O presidente tem respeitado a liberdade da imprensa. O que acontece é que ele tem sido criticado e muitas vezes ele reage”, afirmou ele.

 

foto: TV Cultura

Compartilhe: