STF decide na quarta se Justiça Eleitoral pode julgar crimes da Lava Jato

Os ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) deverão julgar nesta quarta-feira (8) se casos de crimes comuns (como corrupção e lavagem de dinheiro) ligados a crimes eleitorais (como o caixa dois) devem ser julgados pela Justiça Eleitoral ou pela Justiça Federal.

É na Justiça Federal onde normalmente têm tramitado os processos da Operação Lava Jato.

A Segunda Turma do Supremo tem enviado à Justiça Eleitoral casos em que crimes comuns estão ligados a delitos eleitorais.

Mas procuradores da Operação Lava Jato dizem que a medida pode dificultar o andamento das investigações.

Eles argumentam que a Justiça Eleitoral não está tão preparada quanto a Federal para analisar processos criminais.

O caso que será analisado pelos 11 ministros será o inquérito contra o ex-prefeito do Rio de Janeiro Eduardo Paes (DEM-RJ) e o deputado federal Pedro Paulo Carvalho Teixeira (MDB-RJ) pelo suposto recebimento de R$ 18 milhões da empreiteira Odebrecht para campanhas eleitorais.

Compartilhe: