Partido Novo se apresenta como opção de 3ª via para eleições 2022

Depois de tentar formar uma frente de centro contra os extremos na disputa presidencial de 2022, o empresário João Amoêdo, um dos seis “presidenciáveis” foi convidado pelo Novo para disputar novamente o Palácio do Planalto em 2022.

 Amoêdo avalia que o “polo democrático” – que inclui também o governador João Doria (PSDB), o ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta (DEM), o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), o ex-governador Ciro Gomes (PDT), o apresentador Luciano Huck e o ex-ministro Sérgio Moro (sem partido) – não tem hoje um nome à frente dos demais.

“Eu trabalho com o cenário mais provável de ter o PT no 2.° turno. A disputa vai ser na construção de um centro à direita. Em 2022, vamos construir um polo mais liberal. Vamos ter um polo mais de centro direita para fazer frente ao Lula”. disse Amoedo em entrevista ao jornal Estado de S.Paulo

Compartilhe: