Ex-ministro diz que ficou perplexo com vitória de Lula no STF

O  ex-ministro Marco Aurélio Mello, que se aposentou em julho de seu cargo , relembrou seus votos no STF sobre a prisão de Lula e a suspeição de Sergio Moro.

Em 2018, Marco Aurélio foi contra a prisão de Lula em segunda instância, mas, neste ano, votou contra a elegibilidade do ex-presidente e a suspeição deMoro.

“Sergio Moro avançou-se no campo do combate à corrupção mediante atividade desenvolvida na 13ª Vara de Curitiba. Nas vias estreitas do habeas corpus articulou-se o que seria incompetência relativa, não incompetência absoluta e voltou-se à estaca zero. Daí a perplexidade não foi apenas minha, mas da sociedade em geral. Tivemos, da minha ótica, um retrocesso em termos de combate à corrupção”., afirmou Marco Aurélio.

O ex-ministro ainda estendeu seu comentário para os motivos pelos quais ele julga a suspeição de Sergio Moro no Supremo como um equívoco.

“Eu fui super coerente. O pior defeito que se pode atribuir a algum juiz é a ausência de imparcialidade. Suspeição do juiz Moro porquê? Porque ele manteve diálogo com órgão acusador?, concluiu.

Compartilhe: