Justiça anula prisão de Roberto Dias determinada por Aziz na CPI

A Justiça Federal anulou a prisão do ex-diretor do Departamento de Logística do Ministério da Saúde Roberto Ferreira Dias determinada pelo presidente da CPI da Covid, o senador Omar Aziz (PSD-AM).

Ele foi preso durante o seu depoimento, no dia 7 de julho, por cometer “perjúrio” — violação ao juramento feito de dizer a verdade — ao negar que havia combinado um encontro com o policial militar Luiz Paulo Dominghetti, segundo o presidente do colegiado.

A decisão do magistrado Francisco Codevila, juiz federal da 15ª Vara Federal Criminal de Brasília, também exige a restituição da fiança de R$ 1.100 paga por Dias no mesmo dia da prisão para a sua liberação.

Codevila considerou que a formalização da prisão de Dias tinha ilegalidades pois, segundo o magistrado, “não vislumbro, no caso apresentado, situação de flagrância que autorizasse a segregação”

A defesa de Dias comemorou a decisão e afirmou ao UOL que desde o início acreditou que o judiciário “não iria fechar os olhos e tolerar os excessos de ilegalidade e abusos de autoridade” praticados por Aziz na comissão..

Compartilhe: