‘Não sei como se conclui que Moro seria suspeito’, diz Marco Aurélio

O ex-ministro do Supremo Tribunal Federal Marco Aurélio Mello, que se aposentou em julho deste ano  demonstra confiança na força das instituições brasileiras para garantir que o vencedor das eleições de 2022 tomará posse em janeiro do ano seguinte.

Em entrevista a CartaCapital nesta terça-feira 21, também explicou por que se manifestou contra a suspeição de Sergio Moro. 

Para Marco Aurélio, o ex-juiz “tem relevantes serviços prestados à Nação” e “pela primeira vez vimos um combate à corrupção independentemente da capa do processo”.

Marco Aurélio ainda dividiu entre o Executivo e o Judiciário a responsabilidade pela crise institucional que o País enfrenta e se mostrou simpático à tentativa de construir uma chamada 3ª via para  via para o próximo pleito presidencial.

fonte: Carta Capital

Foto: Sérgio Lima/Poder 360

Compartilhe: