Lava Jato: Corruptos não querem indicação de Mendonça para o STF

O ex-advogado geral da União e ex-ministro da Justiça André Mendonça pode começar a se preparar para um derrota no Senado.

E nem é pelo fato de ser um nome “terrivelmente evangélico”.

É que, se tem algo hoje que une muitos senadores é a ojeriza à Lava Jato.

Uma parte não gosta de quem defende a operação comandada por Sérgio Moro porque expôs correligionários.

Outro segmento não gosta porque considera que os atores que comandaram a investigação criminalizaram a política como um todo.

E o apoio de Mendonça à operação, e o receio de um defensor desse ecossistema lavajatista no Supremo Tribunal Federal, já lhe tirou muitos votos.

Diante dessas dificuldades, o presidente da Comissão de Constituição e Justiça, Davi Alcolumbre (DEM-AP), tem segurado a análise do nome de André Mendonça, numa manobra para ver se consegue levar o presidente Jair Bolsonaro a fazer a substituição pelo nome de Augusto Aras.

fonte: Blog da Denise, Correio Braziliense

Compartilhe: