Staff de Moro aposta em admiradores da Lava Jato para 2022

A candidatura à Presidência da República de Sergio Moro em 2022 pelo Podemos é dada como certa por integrantes do partido, e a filiação é esperada para novembro.

A legenda aposta que o nome de Moro é o mais viável entre os que já surgiram para encarnar a chamada terceira via, ou seja, uma alternativa diante do cenário de polarização entre o petista Lula (PT) e o atual presidente Jair Bolsonaro.

No Podemos, a candidatura do ex-ministro de Bolsonaro é vista como uma forma de angariar os votos dos apoiadores da Lava Jato, pessoas que defenderam a extinta força-tarefa liderada por Moro, em Curitiba.

O resultado do primeiro levantamento feito pela legenda identificou 40% de possíveis eleitores contrários à polarização, incluindo outros candidatos, entre eles o pedetista Ciro Gomes (CE), visto como um fator negativo para as chances de Lula.

Compartilhe: