Sérgio Moro mira insatisfeitos de PSDB, PL e União Brasil para 2022

O Podemos, partido do ex-juiz Sergio Moro, tem feito um mapeamento de dissidentes e filiados insatisfeitos de outras legendas, que deverão ser convidados a se juntar à sigla para as eleições de 2022.

Os partidos com maior número de possíveis dissidentes, na avaliação de integrantes da cúpula da legenda e que também têm trabalhado na construção da candidatura de Moro, são o PSDB, o PL e o futuro União Brasil (resultado da fusão do PSL-DEM, que ainda precisa do aval da Justiça).

A presidente nacional do Podemos, deputada federal Renata Abreu (SP), “são os parlamentares de outros partidos” que têm procurado o Podemos.

Com promessa de autonomia de votação no Congresso, o Podemos tentará convencer deputados tucanos a mudar de partido.

Resultado da fusão entre o PSL, antigo partido do presidente Jair Bolsonaro (PL-RJ), e o DEM, o União Brasil será um dos focos da abordagem do Podemos pelos problemas internos vividos pela nova legenda.

No PL, à medida que bolsonaristas aderem à legenda, muitos integrantes da legenda, em especial, os que perderam funções estratégicas no partido, devem ser convidados a ir para o Podemos.

O mapeamento feito por integrantes do Podemos já conta com uma relação de políticos do Norte e Nordeste a serem convidados para a legenda em 2022.

Compartilhe: