Ficam sepultadas as fake news, diz Moro sobre caso Marielle

Ao comentar sobre as prisões dos supostos mandantes do assassinato da ex-vereadora Marielle Franco, o ex-ministro da Justiça do governo passado e atual senador, Sergio Moro (União-PR), disse que “ficam sepultadas as inúmeras fake news exploradas irresponsavelmente sobre esse terrível crime”.

Foram presos o ex-chefe da Polícia Civil do Rio de Janeiro, Rivaldo Barbosa, o deputado federal Chiquinho Brazão (União-RJ), e o seu irmão, Domingos Brazão, que é conselheiro do Tribunal de Contas do Rio de Janeiro.

Todos acusados de serem mandantes do crime.

“ Um dos apontados como mandantes já tinha sido preso em um desdobramento da Lava Jato e afastado de seu cargo, isso antes do assassinato, mas a impunidade permitiu que ele voltasse à ativa e ao poder. Ficam sepultadas as inúmeras fake news exploradas irresponsavelmente sobre esse terrível crime, como a absurda história do porteiro”, escreveu Moro em seu perfil na rede social X.

Compartilhe: